Bayer CropScience - Nossos Produtos - Proteção de Cultivos e Biotecnologia - Detalhe do Produto
Você está em: Home » Nossos Produtos » Proteção de Cultivos e Biotecnologia » Detalhe do Produto

FINALE ® - [Herbicida]



REGISTROAbrir DescriçõesFechar Descrições

Registrado no Ministério da Agricultura e do Abastecimento/MAPA sob nº 000691


COMPOSIÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Ammonium 4-[hydroxy(methyl)phosphinoyl]-DL-homoalaninate ou ammonium DL-homoalanin-4-yl (methyl)phosphinate (GLUFOSINATO-SAL DE AMÔNIO)


.....................................................................................................200 g/L (20,0 % m/v)


Outros ingredientes......................................................................898 g/L (89,8 % m/v)


CLASSEAbrir DescriçõesFechar Descrições

Herbicida não seletivo de ação total do grupo químico da homoalanina substituída


TIPO DE FORMULAÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Concentrado Solúvel - SL


EMPRESAS Abrir DescriçõesFechar Descrições
FABRICANTE DO PRODUTO TÉCNICO

Bayer CropScience AG


Industriepark Hoechst Gebaude K-607 - 65926 - Frankfurt, Alemanha.


FORMULADORES

Bayer S.A.


Estrada da Boa Esperança, 650 - Belford Roxo/RJ CEP 26110-100 - CNPJ: 18.459.628/0033-00 - Licença de operação expedida pela FEEMA nº IN000113


TITULAR DO REGISTRO

Bayer S.A.


Rua Domingos Jorge, 1100 - São Paulo/SP CEP 04779-900 - São Paulo/SP - CNPJ: 18.459.628/0001-15


Registrada na Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo sob nº 663



AVISOAbrir DescriçõesFechar Descrições

ANTES DE USAR O PRODUTO LEIA O RÓTULO, A BULA E A RECEITA, CONSERVANDO-OS EM SEU PODER. É OBRIGATÓRIO O USO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL. PROTEJA-SE.


É OBRIGATÓRIA A DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA.


Lote, Data de Fabricação, Data de Vencimento: Vide embalagem


Conteúdo: Vide rótulo


Indústria Brasileira


CLASSIFICAÇÃO TOXICOLÓGICAAbrir DescriçõesFechar Descrições
I - EXTREMAMENTE TÓXICO
CLASSIFICAÇÃO DO POTENCIAL DE PERICULOSIDADE AMBIENTALAbrir DescriçõesFechar Descrições
II – PRODUTO MUITO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE
INSTRUÇÕES DE USOAbrir DescriçõesFechar Descrições

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Alface: Aplicar em pós-emergência das plantas daninhas, protegendo a planta de alface com copinhos plásticos (sistema de copinhos), quando as plantas daninhas estiverem com 2 a 4 folhas.


Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Algodão: Para controle das plantas daninhas, aplicar na entrelinha da cultura, quando esta estiver com 40 cm de altura. Para capim-pé-de-galinha, capim-colchão, capim-marmelada e capim-massambará, realizar a aplicação no início do perfilhamento. Para carrapicho-decarneiro, trapoeraba, caruru, amendoim-bravo, caruru-rasteiro, picão-preto e fedegosa, realizar a aplicação quando as plantas daninhas estiverem com 4 a 8 folhas. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Algodão LibertyLink®: Aplicar o produto com adição de 0,25% de espalhante adesivo Lauril éter sulfato de sódio na calda de aplicação, em pós-emergência da cultura e das plantas daninhas.


Recomenda-se a aplicação seqüencial com intervalo de 14 dias uma da outra, na dose de 2,0 a 2,5 L p.c./ha. Para uma única aplicação utilizar a dosagem de 3,0 a 3,5 L p.c./ha, observando-se sempre o estádio de desenvolvimento das plantas daninhas. Recomenda-se no máximo 2 aplicações por ciclo da cultura.


Banana: Aplicar em jato dirigido ou na linha de plantio quando as plantas daninhas estiverem com


10 a 40 cm de altura. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Batata: • Para controle das plantas daninhas: Realizar a aplicação na fase de “crackingtiming” (compreende a fase de rachamento do solo, antes da emergência da cultura), realizar a aplicação quando as plantas daninhas estiverem com 6 folhas. • Para dessecação de “batata consumo”:


Aplicar 2,0 L/ha do produto comercial + 0,7 L/ha (0,2% v/v) de espalhante adesivo à base de lauril éter sulfato de sódio a 28%, sobre as ramas da cultura, 10 dias antes da colheita. Trapoeraba (Commelina benghalensis), picão-preto (Bidens pilosa) e guanxuma-branca (Sida glaziovii) com 10 a 20 cm de altura, também são dessecadas pelo produto, caso ocorram na área. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo de cultura.


Café: Aplicar em cafeeiros adultos, em jato dirigido na linha da cultura, no período de novembro a abril. Em trapoeraba, aplicar quando esta estiver com até 10 cm. Em picão-preto, buva, macela-branca, mentrasto, caruru, beldroega, guanxuma e guanxuma-branca, até 20 cm.


Em capim-marmelada, até 30 cm e em capim-colchão, até a fase de início do perfilhamento.


Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Citros: Pode ser aplicado no sistema de coroamento e na linha de plantio (jato dirigido) sem atingir a cultura. As plantas daninhas devem estar em crescimento ativo. Em maria-gorda, aplicar quando a planta daninha estiver com até 10 cm. Em guanxuma, falsa-serralha e malva-branca quando estiverem de 10 a 15 cm. Em capim-pé-de-galinha, quando estiver com até 15 cm.


Em capim-colchão, capim-amargoso, carrapicho-de-carneiro, picão-preto, amendoim-bravo e trapoeraba, de 10 a 20 cm. Em capim-carrapicho até 20 cm. Em capim-marmelada, de 20 a 30 cm. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Eucalipto: Aplicar em jato dirigido, nas entre-linhas da cultura, em pós-emergência das plantas daninhas, quando estas estiverem com 30 a 40 cm de altura, na fase de vegetação plena. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Feijão: • Para dessecação em feijão para consumo: Aplicar a dose de 1,8 L/ha, quando a cultura apresentar aproximadamente 50% das vagens secas. • Para dessecação em feijão para sementes: Aplicar a dose de 2,0 L/ha, somente quando a cultura apresentar 70% das vagens secas. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Maçã: Dirigir a aplicação na linha da cultura adulta, sem atingi-la. Aplicar em poaia quando a planta daninha estiver de 5 a 10 cm. Em trevo e guanxuma, quando estiverem com até 10 cm.


Em maria-mole e capim-colchão, quando estiverem de 10 a 20 cm. Em nabo, serralha, losnabranca,


beldroega e picão-branco, quando estiverem com até 15 cm. Em picão-preto, até 25 cm. Em azevém e língua-de-vaca, quando estiverem de 20 a 30 cm. Em capim-marmelada com até 30 cm. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Milho: Aplicar em jato dirigido nas entrelinhas da cultura. Aplicar no início do perfilhamento do capim-colchão e capim-marmelada. Para as demais daninhas, aplicar quando estas apresentarem de 4 a 8 folhas. Utilizar a maior dose quando houver maior incidência de gramíneas.


Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Nectarina/Pêssego: Aplicar em jato dirigido sem atingir a cultura. Realizar o controle do capimcolchão, picão-preto e guanxuma, quando as plantas daninhas estiverem com 5 a 20 cm. Caruru e picão-branco, quando estiverem com 5 a 30 cm e capim-marmelada, quando estiver com 10 a 30 cm. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Repolho: Realizar a aplicação quando as plantas daninhas apresentarem de 2 a 4 folhas, em jato dirigido, sem atingir a cultura. Proteger a planta de repolho com copinhos plásticos (sistema de copinhos). Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Soja: • Para aplicação no sistema Plantio Direto: Aplicar na fase de pré-semeadura, em pós-emergência das plantas daninhas, em área total. Para o controle de capim-colchão, amendoim-bravo, nabo, caruru, beldroega e trapoeraba, realizar a aplicação quando as plantas daninhas estiverem com até 10 cm. Em picão-preto e poaia, quando estiverem com até 15 cm e capim-marmelada quando estiver com até 20 cm. • Para dessecação: Utilizar a dose de 2,0 L/ha do produto + 0,7 L/ha (0,2% v/v) de espalhante adesivo à base de lauril éter sulfato de sódio a 28%, aplicado sobre a cultura, 10 dias antes da colheita. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Trigo: Aplicação no sistema Plantio Direto: Aplicar em pré-semeadura da cultura, em pós emergência das plantas daninhas, em área total. A cultura deve ser semeada 7 dias após a aplicação do produto. Caruru e guanxuma devem ter até 10 cm, as demais plantas daninhas até 15 cm. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


Uva: Aplicar em jato dirigido na linha da cultura, atingindo no máximo a “canela” da cultura.


Picão-preto deve ter até 10 cm e as demais plantas daninhas, de 10 a 20 cm. Recomenda-se uma única aplicação por ciclo da cultura.


MODO DE APLICAÇÃO / EQUIPAMENTOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Aplicação terrestre: FINALE pode ser aplicado com equipamento costal manual ou motorizado, bem como por equipamento tratorizado, utilizando-se bicos tipo leque 110.02 a 110.04, com uma pressão de 40 a 60 libras/pol². O volume de calda varia de 300 a 600 L/ha. O diâmetro de gotas deve ser ajustado de acordo com o volume de aplicação (L/ha), proporcionando adequada densidade de gotas, obedecendo ventos de até 10 km/hora, temperatura e umidade relativa, visando reduzir ao máximo as perdas por deriva ou evaporação. Para as hortaliças (alface e repolho) quando utilizar o “sistema de copinhos”, cobrir as mudinhas com copinho plástico, para protegê-las da ação herbicida do produto. Utilizando-se outros tipos de equipamentos, procurar obter uma cobertura uniforme.


Aplicação aérea: Para efeito de dessecação nas culturas de soja e feijão. O volume de calda varia de 30 a 40 litros de calda/ha. Utiliza-se barra com bicos da série D (D6 a D10) ou bicos tipo leque.


Respeitar altura de vôo de 3-4 metros, faixa de deposição 13-15 metros e ventos de até 10 km/hora. Algodão LibertyLink®: Pode ser aplicado com pulverizadores terrestres, manuais costais ou tratorizados, dotados de barra com bico de jato plano (leque) a uma vazão de 200 a 300 litros de calda/ha, ou aeronaves agrícolas com volume de calda de 30 a 40 litros de calda/ha., diretamente sobre as plantas daninhas. Sendo um produto de contato, é importante uma cobertura uniforme das plantas daninhas pela calda de pulverização. Condições climáticas favoráveis: Temperatura mínima de 10° C e máxima de 28° C. Umidade relativa do ar de mínimo 60%.


INTERVALO DE SEGURANÇA Abrir DescriçõesFechar Descrições
Alface...........................................7 dias
Algodão...........................................28 dias
Algodão Liberty Link...........................................

116 dias


Banana...........................................10 dias
Batata...........................................10 dias
Café...........................................20 dias
Citros...........................................40 dias
Eucalipto...........................................

Uso não alimentar


Feijão...........................................5 dias
Maçã...........................................7 dias
Milho...........................................Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego
Nectarina...........................................7 dias
Pêssego...........................................7 dias
Repolho...........................................7 dias
Soja...........................................10 dias
Trigo...........................................

Intervalo de segurança não determinado devido à modalidade de emprego


Uva...........................................7 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADASAbrir DescriçõesFechar Descrições

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.


LIMITAÇÕES DE USOAbrir DescriçõesFechar Descrições

FINALE é um herbicida de ação total, não seletivo, devendo ser utilizado somente nas culturas para as quais está registrado, observando atentamente as instruções de uso do produto. Chuvas ou irrigação por aspersão no período de 6 horas após a aplicação do produto, pode reduzir seu efeito herbicida.


Algodão Liberty Link:


• O produto não promove efeitos negativos quando utilizado dentro das instruções de uso.


• A recomendação de uso do produto é restrita em algodoeiro geneticamente modificado expressando a proteína PAT e identificado como Libert Link® não sendo recomendado o uso do produto nesta modalidade sobre cultivar convencional.


• O produto não deve ser aplicado em plantas daninhas ou culturas que estejam sob “stress”, ou quando o solo apresentar-se com deficiência hídrica. Os melhores resultados são obtidos quando as plantas daninhas se apresentam em condições favoráveis de desenvolvimento.


• Evitar aplicações quando as plantas daninhas estiverem excessivamente molhadas.


• Para o bom funcionamento do produto deve ser observado um período de 6 horas sem ocorrência de chuvas.


Outras restrições:


• Evitar deriva de pulverização e de resíduos do produto sobre lavouras de algodão não identificadas como Libert Link®, pois podem ocorrer injúrias.


• Certifique-sede usar semente de boa procedência e identificada como Libert Link®.


• Restos ou “tigüera” de plantas de algodão LL não serão controlados por este herbicida, da mesma forma que não serão controladas por herbicidas seletivos convencionais.


INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOS: Observar as recomendações quanto ao uso dos equipamentos indicados nas diferentes fases do item “PRECAUÇÕES DE USO E RECOMENDAÇÕES GERAIS”.


INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL A SEREM UTILIZADOSAbrir DescriçõesFechar Descrições

VIDE DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA.


INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM UTILIZADOSAbrir DescriçõesFechar Descrições

Vide Modo de aplicação. 


RECOMENDAÇÕES PARA O MANEJO DE RESISTÊNCIAAbrir DescriçõesFechar Descrições

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas daninhas a ele resistentes. Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas deverá ser aplicado herbicida, com diferentes mecanismos de ação, devidamente registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos, recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos, consulte um Engenheiro Agrônomo.


SAÚDE HUMANA Abrir DescriçõesFechar Descrições
DADOS RELATIVOS À PROTEÇÃO DA SAÚDE HUMANA
PRECAUÇÕES DE USO E RECOMENDAÇÕES GERAIS QUANTO A PRIMEIROS SOCORROS, ANTÍDOTO E TRATAMENTO:
ANTES DE USAR O PRODUTO, LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

PRECAUÇÕES GERAISAbrir DescriçõesFechar Descrições

- Produto para uso exclusivamente agrícola.


- Não coma, não beba e não fume durante o manuseio e aplicação do produto.


- Não manuseie ou aplique o produto sem os equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados.


- Os equipamentos de proteção individual (EPI) recomendados devem ser vestidos na seguinte ordem: macacão, botas, avental, máscara, óculos, touca árabe e luvas.


- Não utilize equipamentos de proteção individual (EPI) danificados.


- Não utilize equipamentos com vazamentos ou defeitos.


- Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca.


- Não transporte o produto juntamente com alimentos, medicamentos, rações, animais e pessoas.


PRECAUÇÕES NO MANUSEIOAbrir DescriçõesFechar Descrições

- PRODUTO IRRITANTE PARA OS OLHOS. - Caso ocorra contato acidental da pessoa com o produto, siga as orientações descritas em primeiros socorros e procure rapidamente um serviço médico de emergência. - Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar respingos. - Manuseie o produto em local aberto e ventilado. - Utilize equipamento de proteção individual - EPI: macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas; botas de borracha; avental impermeável; máscara com filtro combinado (classe PFF2); óculos de proteção; touca árabe e luvas de nitrila.


PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Evite o máximo possível o contato com a área tratada. - Não aplique o produto na presença de ventos fortes e nas horas mais quentes do dia. - Verifique a direção do vento e aplique de modo a não entrar na névoa do produto. Não aplique o produto contra o vento, se utilizar equipamento costal. Se utilizar trator (ou avião), aplique o produto contra o vento. - Aplique o produto somente nas doses recomendadas e observe o intervalo de segurança (intervalo de tempo entre a última aplicação e a colheita). – Utilize equipamento de proteção individual - EPI: macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas; botas de borracha; máscara com filtro combinado (classe PFF2); óculos de segurança com proteção lateral; touca árabe e luvas de nitrila.


PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições

- Sinalizar a área tratada com os dizeres: “PROIBIDA A ENTRADA. ÁREA TRATADA” e manter os avisos até o final do período de reentrada.


- Caso necessite entrar na área tratada com o produto antes do término do intervalo de reentrada, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.


- Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em sua embalagem original em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.


- Antes de retirar os equipamentos de proteção individual (EPI), lave as luvas ainda vestidas para evitar contaminação.


- Os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados devem ser retirados na seguinte ordem: touca árabe, óculos, avental, botas, macacão, luvas e máscara.


- Tome banho imediatamente após a aplicação do produto.


- Troque e lave as suas roupas de proteção separado das demais roupas da família. Ao lavar as roupas utilizar luvas e avental impermeável.


- Faça a manutenção e lavagem dos equipamentos de proteção após cada aplicação do produto.


- Fique atento ao tempo de uso dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante.


- Não reutilizar a embalagem vazia.


- No descarte de embalagens utilize equipamento de proteção individual - EPI: macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas; luvas de nitrila e botas de borracha.


PRIMEIROS SOCORROS Abrir DescriçõesFechar Descrições

- Ingestão :

Se engolir o produto, não provoque vômito. Caso o vômito ocorra naturalmente, deite a pessoa de lado. Não dê nada para beber ou comer.


- Olhos :

Em caso de contato, lave com muita água corrente durante pelo menos 15 minutos. Evite que a água de lavagem entre no outro olho.


- Pele :

Em caso de contato, tire a roupa contaminada e lave a pele com muita água corrente e sabão neutro.


- Inalação:

Se o produto for inalado (“respirado”), leve a pessoa para um local aberto e ventilado.


 


Procure logo um serviço médico de emergência levando a embalagem, rótulo, bula e/ou receituário agronômico do produto.


A pessoa que ajudar deve proteger-se da contaminação usando luvas e avental impermeáveis, por exemplo.



TRATAMENTO MÉDICO DE EMERGÊNCIA/ANTÍDOTOAbrir DescriçõesFechar Descrições

MECANISMOS DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃOAbrir DescriçõesFechar Descrições
MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA ANIMAIS DE LABORATÓRIO:

O produto foi eliminado quase completamente no dia 1 e 2 a uma taxa de 10,6% via urina e 82% via fezes, sendo que na urina foi eliminado 8,5% do ingrediente ativo intacto e nas fezes 74%.


EFEITOS Abrir DescriçõesFechar Descrições
- EFEITOS AGUDOS E CRÔNICOS PARA ANIMAIS DE LABORATÓRIO:

Efeitos agudos: FINALE se mostrou irritante para os olhos de coelhos e levemente irritante para a pele. Em cobaias o produto não apresentou potencial sensibilizante dérmico. DL 50 oral de 4250 mg/kg em ratos. DL 50 dérmica 4000 mg/kg em ratos.


Efeitos crônicos: Nenhum efeito teratogênico foi encontrado em ratos ou coelhos. Foi observado sinais de embriotoxicidade e redução de tamanho da ninhada em ratos e camundongos. Estudo durante a gravidez em ratos revelou toxicidade materna nos grupos alimentares com as doses de 50 a 250 mg/kg/dia, com sinais clínicos de aumento nas adrenais, diminuição no peso do baço e hemorragias vaginais (Ebert et al, 1990). Filhotes de coelha alimentadas com 20 mg/kg/dia demonstraram sinais de intoxicação clínica com redução no consumo da dieta e ganho de peso corpóreo, parto prematuro e abortos também foram evidenciados.




PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTEAbrir DescriçõesFechar Descrições

• Este produto é: MUITO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE II)


• Este produto é ALTAMENTE TÓXICO para microrganismos do solo.


• Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza.


• Não utilize equipamento com vazamentos.


• Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes.


• Aplique somente as doses recomendadas.


• Não lave as embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d’água. Evite a contaminação da água.


• A destinação inadequada de embalagens ou restos de produtos ocasiona contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.


• Não execute aplicação aérea de agrotóxicos em áreas situadas a uma distância inferior a 500 (quinhentos) metros de povoação e de mananciais de captação de água para abastecimento público e de 250 (duzentos e cinqüenta) metros de mananciais de água, moradias isoladas, agrupamentos de animais e vegetação suscetível a danos.


• Observe as disposições constantes nas legislações estadual e municipal concernentes às atividades aeroagrícolas.



INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTESAbrir DescriçõesFechar Descrições

• Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada.


• O local deve ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas, rações ou outros materiais.


• A construção deve ser de alvenaria ou de material não combustível.


• O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável.


• Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO.


• Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças.


• Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados.


• Em caso de armazéns, deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843 da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT.


• Observe as disposições constantes nas legislações estadual e municipal.



INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTESAbrir DescriçõesFechar Descrições

- Isole e sinalize a área contaminada.


- Contate as autoridades locais competentes e a Empresa BAYER S/A - telefone de emergência:


0800-0243334.


- Utilize equipamento de proteção individual - EPI - (macacão de algodão hidro-repelente, luvas e botas de borracha, óculos protetor e máscara com filtros).


- Em caso de derrame, estanque o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos d’água. Siga as instruções abaixo:


Piso pavimentado: absorva o produto com serragem ou areia, recolha o material com auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. O produto derramado não deverá mais ser utilizado. Neste caso, contate a empresa registrante através do telefone indicado no rótulo para a sua devolução e destinação final.


Solo: retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, recolha esse material e coloque em um recipiente lacrado e devidamente identificado. Contate a empresa registrante conforme indicado acima.


Corpos d’água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano ou animal, contate o órgão ambiental mais próximo e o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do corpo hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.


- Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, de CO2 ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.


EMBALAGENS Abrir DescriçõesFechar Descrições
PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM, ARMAZENAMENTO, DEVOLUÇÃO, TRANSPORTE E DESTINAÇÃO DE EMBALAGENS VAZIAS E RESTOS DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:

EMBALAGEM RÍGIDA LAVÁVEL

- Durante o procedimento de lavagem o operador deverá estar utilizando os mesmos EPI’s - Equipamentos de Proteção Individual – recomendados para o preparo da calda do produto.



ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA:

Após a realização da Tríplice Lavagem ou Lavagem sob Pressão, esta embalagem deve ser armazenada com a tampa, em caixa coletiva, quando existente, separadamente das embalagens não lavadas.


O armazenamento das embalagens vazias, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, ou no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.



DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA:

No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, com tampa, pelo usuário, ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida no ato da compra. Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado nesse prazo, e ainda esteja dentro de seu prazo de validade, será facultada a devolução da embalagem em até 6 meses após o término do prazo de validade. O usuário deve guardar o comprovante de devolução para efeito de fiscalização, pelo prazo mínimo de um ano após a devolução da embalagem vazia.



TRANSPORTE:

As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.



EMBALAGEM SECUNDÁRIA (CAIXA DE TRANSPORTE - NÃO CONTAMINADA)

ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA



ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA:

O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias.



DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA:

É obrigatória a devolução da embalagem vazia, pelo usuário, onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida pelo estabelecimento comercial.



TRANSPORTE:

As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.



EMBALAGEM RÍGIDA NÃO LAVÁVEL

ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA



ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA:

O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no próprio local onde guardadas as embalagens cheias. Use luvas no manuseio dessa embalagem. Essa embalagem deve ser armazenada com sua tampa, em caixa coletiva, quando existente, separadamente das embalagens lavadas.



DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA:

No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, com tampa, pelo usuário, ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida no ato da compra. Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado nesse prazo, e ainda esteja dentro de seu prazo de validade, será facultada a devolução da embalagem em até 6 meses após o término do prazo de validade. O usuário deve guardar o comprovante de devolução para efeito de fiscalização, pelo prazo mínimo de um ano após a devolução da embalagem vazia.



TRANSPORTE:

As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.


DESTINAÇÃO E EFEITOS Abrir DescriçõesFechar Descrições
DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS:
A destinação final das embalagens vazias, após a devolução pelos usuários, somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes.

- É PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILIZAÇÃO E A RECICLAGEM DESTA EMBALAGEM VAZIA OU O FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO.
EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS:
A destinação inadequada das embalagens vazias e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSOAbrir DescriçõesFechar Descrições

Caso este produto venha a se tornar impróprio para utilização ou em desuso, consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final. A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação, equipados com câmaras de lavagem de gases efluentes e aprovados por órgão ambiental competente.


TRANSPORTE DE AGROTÓXICOS, COMPONENTES E AFINSAbrir DescriçõesFechar Descrições

O transporte está sujeito às regras e aos procedimentos estabelecidos na legislação específica, que inclui o acompanhamento da ficha de emergência do produto, bem como determina que os agrotóxicos não podem ser transportados junto de pessoas, animais, rações, medicamentos ou outros materiais.


RESTRIÇÕES ESTADUAIS, DO DISTRITO FEDERAL E MUNICIPAISAbrir DescriçõesFechar Descrições

Este produto não está cadastrado na Secretaria da Agricultura do Estado do Paraná para
a cultura de Algodão Liberty Link, e para os alvos Pteridium aquilinum, Melinis minutiflora,
Lantana camara, Bauhinia variegata, Acacia plumosa, Solanum paniculatum, Panicum
maximum, Spermacoce verticillata e Stachytarpheta cayennensis, não podendo ser temporáriamente recomendado/receitado nesse Estado.






  • Mídias Sociais Fechar
    Recomende conteúdos de seu interesse em redes sociais.

    Compartilhe em suas redes sociais as informações e conhecimentos disponibilizados neste site pela Bayer CropScience.

    Use os ícones do rodapé para ir diretamente para a sua rede e recomendar o site para a sua comunidade.

    Para utilizar este serviço, você precisa ter uma conta de usuário em cada um dos provedores em questão.

    O que são exactamente as redes sociais?
    As redes sociais são as comunidades online de pessoas que se encontram e compartilham informações uns com os outros na Internet. alguns exemplos são Facebook, Wikipedia, Twitter e YouTube.

    Mais informações sobre o tema dos meios de comunicação social podem ser encontradas, por exemplo, na Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Social_media
    Social Media Mídia Social ?
  • Indique o site Indique o site
  • Opinião Deixe sua opinião
  • Favoritos Favoritos
  • Imprimir Imprimir
  • Topo Topo


  • © Bayer CropScience Brasil
  • [Última atualização em /]